top of page

Resultado e carteira sugerida atualizada

Vamos aos resultados!


Passado o resultado das eleições, vamos aos resultados que MAIS importam para o investidor: O resultado das empresas.


São estes que vão nos dizer a saúde das companhias investidas, para onde elas estão indo e se devemos continuar investindo ou não nas suas ações.


Além dos números divulgados, as teleconferências de resultados tiram nossas dúvidas sobre a estratégia e planos de seus executivos.


Antes, um breve comentário sobre o resultado das eleições, algo que já antecipei nestes últimos dias para vocês no nosso grupo de Telegram.


Olho aberto para formação dos ministérios


Os dias que seguiram o resultado das eleições foram de bolsa em alta e o dólar em baixa.

A bolsa subiu 2,09% desde o fechamento de sexta antes das eleições:

Fonte: Google

O dólar caiu 1,7% frente ao real ante sexta antes do pleito:

Fonte: Google


Isto ocorreu mesmo com muitas manifestações, que continuam sendo um risco a monitorar, apesar da maioria dos entes de mercado, como gestores e analistas com os quais eu conversei não acharem que as manifestações evoluirão para nada mais grave.


Um fato importante é o reconhecimento do resultado eleitoral pelo presidente Bolsonaro, que já se comprometeu a cooperar na transição de governo.


As altas da bolsa nos dias seguintes a eleição foram puxadas pelo investidor estrangeiro, o que indica que deram o benefício da dúvida para o novo governo, esperando que radicalismos de esquerda não serão o tom predominante.


Os investidores estrangeiros registraram aporte de R$ 2,4 bilhões na Bolsa brasileira em 3 de outubro, enquanto os investidores pessoas físicas registraram saída líquida de R$ 3,1 bilhões nesse dia.


Com Alkmin de vice, com uma frente ampla que envolveu muitos partidos para promover uma vitória e com Lula ganhando com uma margem apertadíssima – o que significa muita oposição forte durante o seu governo – temos alguns componentes que de fato indicam que o novo governo não deve ser radical à esquerda.


Além disso, no primeiro turno tivemos avanço dos partidos de centro e centro-direita no Congresso o que garante uma boa oposição para evitar de passarem medidas prejudiciais a economia.


Eu espero um governo mais parecido com o primeiro mandato de Lula, quando os mercados subiram bastante (ajudados pelo boom das commodities é verdade, mas também pela carta aos brasileiros e por indicações mais pró mercado como o Meirelles na época).


O gráfico abaixo mostra o desempenho do Ibovespa nos mandatos presidenciais:

Fonte: Terraço Econômico


Verdade seja dita, os gringos já estavam vindo para nossa bolsa antes do resultado das eleições, tanto é que o saldo no ano é de mais de R$80 bi de entrada deles.

Fonte: TradeMap


Os gringos vem pois o Brasil, por incrível que pareça, está numa condição melhor que os emergentes para investirem.


Quando analisamos os BRICS, temos a Rússia com diversas sanções prejudicando sua economia e um governo ditatorial.


A China também tem um governo que não pode ser classificado como totalmente democrático, e que já fez diversas imposições negativas para as empresas listadas, o que as fez derreterem durante seu último mandato, com recorrentes conflitos com os EUA e ainda com a política de covid zero e lockdowns prejudicando ainda mais sua economia, a qual já desacelerou muito.


A Turquia viu a lira colapsar para as mínimas históricas e o Chile está volátil com discussões sobre uma nova constituição.


O Brasil destaca-se como uma democracia com múltiplos de negociação abaixo de seus pares emergentes e que paga altas taxas de juros, e é isso que está atraindo o gringo para cá.


Quem sobe e quem cai?


Com um mandato do Lula, as estatais podem sofrer na bolsa se sofrerem interferências como é esperado pelo mercado, desta forma, na nossa carteira nossa temos Banco do Brasil sofrendo após o resultado da eleição.


Ainda assim, vejo o banco como barato frente aos pares e não espero que no caso do BB as intervenções causem grande impacto negativo, o que me motiva a permanecer indicando sua compra.


Por outro lado, os players domésticos, como a Cury, com programas de habitação e os players de varejo, tem boa possibilidade de subir bastante e se beneficiar de correções no salário-mínimo acima da inflação, algo que parece ser uma prioridade dentre as medidas anunciadas por Lula.


O primeiro dia de negociação da nossa carteira, após o resultado das eleições, dá uma visão disso que o mercado entende serem os prováveis vencedores e perdedores desse governo na bolsa:

Fonte: Tryder


Mas fique tranquilo e tranquila !!


Vou ficar acompanhando bem de perto o que será equipe e medidas para realizar ajustes na carteira se necessário.


Resultado do 3T22 Odontoprev (ODPV3)


O resultado da Odontoprev pode ser classificado como neutro e dentro do esperado.

Pelo lado positivo, continuamos tendo evolução e aceleração da receita líquida na comparação anual, com a sua marca Bradesco dental sendo a mais vendida em 2022.

A receita cresceu 6,1% frente ao 3T21, com a combinação de 4,4% mais beneficiários e 1,5% em aumento de preços.


Fonte: Odontoprev


Nos noves primeiros meses de 2022 a Receita Operacional Líquida foi de R$ 1,447 bilhão e cresceu +5,5% versus os 9M21.

Fonte: Odontoprev


Dentre os pontos positivos, também ressalto o índice de sinistralidade abaixo da pandemia, como mostra o gráfico abaixo:


Fonte: Odontoprev


Outro ponto positivo é o lucro líquido crescente nos últimos 12 meses.

Fonte: Odontoprev


Temos aqui uma empresa que cresce em vidas e ticket, mas para alguns analistas este crescimento de 6% ano/ano é menor que o desejado, pois não leva a um ganhos real significativos frente a inflação no período.


Temos de ficar atentos a capacidade de repasse da inflação nos preços dos planos.


Fonte: Odontoprev


Em termos de EBITDA Ajustado a Odontoprev teve resultado de R$ 137,6 milhões sendo 4,9% menor frente ao 3T21, impactado pela pressão de inflação nos custos e despesas da empresa.

Em nove meses o Ebitda subiu, sendo 1,4% maior frente aos. 9M21.

Fonte: Odontoprev


Conclusão:


Ainda que não tenha um crescimento tão alto, a Odontoprev compensa isso pelo perfil de tem geração de caixa e dividendos historicamente elevados e recorrentes, o que a deixa comparável com títulos públicos federais atrelados à inflação e o spread do título comparável com o dividend yield.

Fonte: Odontoprev


Além disso a empresa tem um caixa líquido que é beneficiado em tempos de Selic tão alta como atual, como podemos ver no crescimento do seu último resultado financeiro no gráfico abaixo:

Fonte: Odontoprev


Nesse caso, como o pagamento de proventos esperado quando considerado não apenas os dividendos, mas também as recompras de ações mais o crescimento potencial do negócio é maior do que está pagando a NTN-B continuo recomendando o posicionamento na ação, que me parece descontada.

Carteiras sugeridas atualizadas:


Sugestão de alocação por riscos:



Sugestão de alocação em renda fixa:



Carteira sugerida de dividendos



Carteira de ações sugerida completa: Dividendos + Ações de grandes empresas + Microcaps



Recomendo sempre uma carteira bem diversificada de ações de diversos setores e empresas, uma vez que ações já possuem risco elevado na matriz de riscos.


A carteira abaixo contém minhas ações preferidas para novos aportes, considerando os potenciais de valorização e teses das empresas.


A carteira abaixo é completa, no sentido de possuir empresas large caps, microcaps e ações de dividendos. Abrangendo, portanto, todo o tipo de ações.


Você pode ler mais sobre como distribuir seus investimentos de acordo com o risco de cada tipo de ativo no nosso relatório aqui)






Grande Abraço,

Cristiane Fensterseifer, CNPI, CGA - 03/11/2022




Disclaimer

Exoneração de responsabilidade e informações importantes:

Os conteúdos podem mencionar possibilidades de lucro financeiro decorrente de investimento, eximindo-se a analista de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos do cliente em decorrência da tomada de decisão deste. Recomendações de investimento mesmo quando são fundamentadas pela avaliação criteriosa de um analista certificado, podem não estar corretas e não antecipar o comportamento dos mercados com exatidão. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados, mas não eliminados. Nunca devem ser alocados em renda variável recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do cliente. A analista não realiza intermediações financeiras e não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes aplicados, cabe ao investidor a exclusiva responsabilidade pela execução de operações junto à respectiva instituição financeira na qual possua conta aberta. Os analistas têm, ou podem vir a ter, posições nos investimentos recomendados. O disclaimer não se sobrepõe à legislação e regulamentação vigentes.


ATENÇÃO: Retornos passados não são garantia de retorno futuro. Investimentos envolvem riscos e podem causar perdas ao investidor. Cada investidor deve desenvolver suas próprias análises e estratégias, considerando seu nível de risco e perfil de investidor.


Ao assinar, adquirir ou utilizar quaisquer de nossos produtos ou serviços, você concorda e sujeita-se ao Termo de Uso sem o qual não poderá contratar o serviço:


TERMO DE USO: VOCÊ CONCORDA QUE INVESTIMENTOS ENVOLVEM RISCOS E QUE O MATERIAL DISPONIBILIZADO AQUI NÃO OFERECE GARANTIA DE RETORNO, EXPRESSA OU IMPLÍCITA, CABENDO AO CLIENTE POS SUA OPÇÃO, CONTA E RISCO COLOCAR EM PRÁTICA INVESTIMENTOS BASEADOS EM TAIS INFORMAÇÕES.


Cada investidor deve desenvolver suas próprias análises e estratégias.


Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários(de investimento), nos termos da CVM nº 20/2021


O analista de investimento, ou de valores mobiliários, envolvido na elaboração deste relatório declara que as recomendações contidas neste refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma.


1. O(s) analista(s) de investimentos, envolvidos na elaboração deste relatório, não tem vínculo com pessoa natural que trabalha para o emissor objeto do relatório de análise.


2.O(s) analista(s) de investimentos, seus cônjuges ou companheiros, podem deter, direta ou indiretamente, em nome próprio ou de terceiros, ações e/ou outros valores mobiliários de emissão das companhias objeto de sua análise.


3.Os analistas de investimento, seus cônjuges ou companheiros, podem estar direta ou indiretamente envolvidos na aquisição, alienação ou intermediação dos valores mobiliários objeto deste relatório.


4.Os analistas de investimento, seus cônjuges ou companheiros, podem ter direta ou indiretamente, interesse financeiro em relação à companhia emissora dos valores mobiliários analisados neste relatório.


5.Os analistas de investimento, seus cônjuges ou companheiros, negociam com cotas de fundos de investimento que concentram seus investimentos na companhia analisada ou em seu setor da economia, ou em cuja administração ou gestão podem influenciar, direta ou indiretamente.


As opiniões são individuais do analista a partir da sua percepção e analise, bem como projeções e entendimento e sempre são sujeitos a mudanças acompanhando os fatos.


O conteúdo não constitui oferta de negociação de valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros.


O analista responsável pela elaboração do conteúdo declara, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº 20/2021, que suas recomendações refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e são elaboradas de forma independente.


Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvidos na elaboração deste relatório, nos termos da CVM nº 20/2021:


1. O(s) analista(s) de investimento, ou de valores mobiliários, envolvido(s) na elaboração deste relatório (“Analistas de investimento”), declara(m) que as recomendações contidas neste refletem exclusivamente as suas opiniões pessoais sobre as companhias e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma,


. 2. O(s) Analista(s) de investimento podem see titulares de valores mobiliários objeto do presente relatório.


Os relatórios específicos são de uso exclusivo dos adquirentes e não podem ser reproduzidos ou distribuídos.


A reprodução indevida de relatórios ou trechos está sujeita a multa e demais punições cabíveis, de acordo com artigos 102 e seguintes da Lei 9.610/98.



Cada investidor deve desenvolver suas próprias análises e estratégias.


Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
RECEBA
O MELHOR
CONTEÚDO DE
INVESTIMENTOS
NO SEU EMAIL

Obrigado(a)!

bottom of page