top of page

É HORA DE VENDER ESTA VAREJISTA? NA MINHA OPINIÃO, É HORA DE COMPRAR

Diante das notícias de mudanças na tributação para aumentar arrecadação pelo governo, muitos investidores estão questionando se é hora de vender as ações possivelmente impactadas.


Isso deve ser analisado caso a caso.


Aqui, eu dou a minha opinião sobre um player de varejo que tenho indicação na carteira recomendada, considerando estas notícias de mudanças tributárias.


Contexto: entenda a questão que derrubou as varejistas em bolsa nos últimos dias!


Diante da necessidade de aumentar receitas para reduzir o déficit fiscal, está é a mudança nas subvenções de ICMS, que poderia render até R$90 bilhões de imposto a mais para o governo.

Para entender isso, precisamos voltar ao passado.


Em outubro de 2022 o STF decidiu favoravelmente aos contribuintes (empresas) em detrimento do entendimento da fazenda.

Fonte: Conjur
Fonte: Conjur

Ou seja, se uma empresa recebeu incentivos e benefícios de ICMS, ele é considerado subvenção para investimento e fica de fora da base de cálculo para IRPJ e CSLL.


O governo quer voltar ao entendimento anterior...


...quando apenas incentivos para investimentos podiam ser excluídos da base de calculo do IR.


Os incentivos classificados como "para custeio" voltariam para a base de calculo de IR das empesas, aumentando naturalmente o IR pago por elas.


Segundo Haddad "Subvenção ao custeio não é praticada em nenhum país desenvolvido


Segundo estimativas, o incentivo fiscal parte relevante do lucro de algumas varejistas, veja no gráfico:


Quanto as subvenções de ICMS representaram do lucro:





As empresas até podem REPASSAR aos consumidores, nos preços dos produtos, o aumento de imposto, mas isso não é fácil no atual cenário de inflação alta e baixo crescimento da economia.



o que fazer com as ações impactadas


Cada caso é um caso.


Não recomendo a venda das ações recomendadas na carteira que podem ser afetadas.


Primeiro que estas propostas e rumores já derrubaram demais as ações e não necessariamente serão integralmente realizados.


Mas o motivo principal é que estas empresas, no meu entendimento, estão muito baratas em múltiplos e tem potencial de alta relevante de longo prazo.


Vamos pegar Renner (LREN3) como exemplo.


A relação de preço/lucro da Renner está na mínima histórico e a empresa sempre negociou a múltiplos elevados, devido a sua enorme qualidade de execução e resultados.

Neste gráfico, veja como ela mantem uma receita crescente ao longo dos anos (linha amarela) de R$4 bi para R$13 bi em 10 anos

Fonte: InvestingPro
Fonte: InvestingPro

Enquanto o valor da firma caiu muito, hoje a LREN3 está negociada a R$14 bi, praticamente o mesmo que valia em 2016, apesar da receita continuar crescendo fortemente em todos estes anos.

Com isso , temos a Renner hoje negociando a um P/L que hoje está no menor patamar histórico em apenas 11,5 vezes, muito inferior ao histórico e no nível mais baixo de 10 anos.

Veja no gráfico abaixo como o preço dela em bolsa está abaixo da menor cotação esperada (preço alvo) pelos analistas


Estimativas de preço-alvo Renner (LREN3) Fonte: InvestingPro
Estimativas de preço-alvo Renner (LREN3) Fonte: InvestingPro

Conclusão

Eu vejo estas quedas recentes da LREN3 mais como uma oportunidade de reforçar a posição nesta empresa do que de vender.


Os motivos para isso são sua excelente qualidade de entregas históricas (é a varejista de vestuário com melhores resultados históricos do Brasil) e pelo seu balanço forte atual (com mais caixa do que dividas).


Abraços,

Cristiane Fensterseifer, CNPI, CGA e consultora CVM

11/04/2023


Disclaimer no rodapé do site www.investe10.com.br



Tags:

448 visualizações1 comentário

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

Gostei da recomendação, mas me parece que a última imagem é um gráfico de BBAS3 e não de LREN3

Like
RECEBA
O MELHOR
CONTEÚDO DE
INVESTIMENTOS
NO SEU EMAIL

Obrigado(a)!

bottom of page